Números comprovam: investir em e-commerce é o melhor negócio

Números comprovam: investir em e-commerce é o melhor negócio
3 min. de leitura

O e-commerce passou dos 25 anos de existência no Brasil, e nunca esteve em momento melhor. Foram anos de crescimento gradual, moderado entre alguns, até a chegada de 2020. Uma soma de fatores potencializou o crescimento do comércio eletrônico, que anotou recordes históricos para o varejo digital no país.

Atualmente, o e-commerce brasileiro representa até 12% do varejo total. Os dados, frutos do relatório da Compre&Confie divulgado no final de 2020, apresentam o Brasil com comércio eletrônico tão participativo para a economia quanto de países da América do Norte, Europa e Ásia.

E ao avaliar as intenções da população, a tendência é que o e-commerce continue com essa margem de participação econômica e atraia cada vez mais empreendedores. Por isso, é preciso olhar para o retrospecto recente do comércio e se posicionar diante do novo cenário que será construído no futuro.

E-commerce em 2021: principais tendências

E-commerce em 2021: principais tendências
5 min. de leitura


O ano de 2020 trouxe um crescimento gigantesco para o cenário do varejo online. Um panorama mais geral permite uma boa análise das principais tendências para e-commerce em 2021. Desde o início da pandemia causada pela Covid-19, as empresas iniciaram uma corrida para conseguirem melhorar suas operações no segmento online. 

Com a paralisação forçada de boa parte do comércio físico com os lockdowns, houve um crescimento gigantesco na abertura de novas lojas virtuais.

O número chegou a bater o recorde de abertura de uma loja por minuto no início da pandemia, em março/2020. Os dados são da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABCOMM.