Aprenda o essencial para acertar na descrição de seus produtos no seu e-commerce e impulsionar suas vendas

Aprenda o essencial para acertar na descrição de seus produtos no seu e-commerce e impulsionar suas vendas
6 min. de leitura

Dos processos que envolvem uma loja online, colocar os produtos para vender talvez seja o mais emblemático. Eles são uma das portas de entradas para sua loja, trazendo visitantes para fazer as compras que você tanto deseja. Mas, quando se deparam com uma página de produto fraca, sem informações, com poucos detalhes e uma descrição vazia e sem criatividade, a visita fica por isso mesmo e seu e-commerce começa a sentir as dores de uma baixa taxa de conversão.

Esse é um dos problemas mais comuns dentro dos negócios online. Por isso, é necessário falarmos frequentemente sobre como preparar uma boa descrição para cada produto de sua loja, e garantir que essa página vire uma verdadeira máquina de vendas, onde cada palavra e elemento vão convencer seu visitante e transformá-lo em um novo cliente.

Se sua dúvida era “como escrever uma boa descrição“, então acompanhe nosso texto, pois nossa conversa é com você, para te ajudar a deixar a página de seu produto melhor e, assim, conseguir melhores resultados em seu e-commerce.

Descrição de produtos: você pode melhorar a sua e converter mais

O que é uma descrição?

A seção de texto que se encontra debaixo das fotos e detalhes sobre valores e opções de seu produto é conhecida como a descrição dele. Ela atrai o cliente, que lê para saber mais sobre o que está sendo vendido e ter certeza de que o produto é o que ele procura.

No entanto, apesar de ser uma área dominada em sua maioria por texto, a descrição pode -e deve, conter imagens, vídeos e o que mais for necessário, afim de atender o clássico método AIDA de dialogar com o consumidor:

  • chamar sua atenção;
  • gerar interesse;
  • transformar o produto em um desejo;
  • por fim, resultar na ação que você mais espera: o clique no botão de comprar.

O que evitar no texto do produto

Antes de falarmos do que uma descrição deve ter para ser considerada boa, precisamos falar do que ela não deve ter.

O principal ponto é: evite mentiras. Uma boa publicidade é recheada de adjetivos, mas jamais deve faltar com a verdade. Por isso, saber usar as palavras para camuflar qualquer ponto fraco é uma habilidade. Por exemplo, se um produto é conhecido por sua fragilidade, o ideal é evitar tocar nesse assunto, ao invés de dizer que ele é resistente de alguma forma.

Evite também transformar sua descrição em um bloco extenso de texto, na tentativa de apenas empurrar palavras para construir um resultado bom para SEO. Pense além das máquinas, pense no seu cliente. Afinal, se o conteúdo não é interessante, você está perdendo uma oportunidade de dialogar com seu potencial consumidor.

Também fuja da preguiça de escrever sua descrição. Da mesma forma que não vemos o mesmo vendedor atendendo em duas lojas diferentes ao mesmo tempo, não poderíamos ver com normalidade o mesmo texto ser usado em diversas lojas. Para o visitante que esteve nas duas lojas virtuais, isso é motivo de questionar a confiabilidade nas duas lojas.

Por fim, apesar dos recursos visuais serem bem-vindos, cabe sempre o bom senso. Não transforme a descrição de seu produto em um carnaval de cores e elementos apelativos. Você entenderá a importância da clareza e objetividade à seguir.

Como deixar a página do produto boa?

Existem dois pontos de vista para julgar a qualidade do texto que acerca seu produto: o do algoritmo dos mecanismo de busca, que é o popular SEO, e o entendimento de seu cliente-alvo.

Uma descrição boa, no ponto de vista do SEO

Esqueça o conceito de repetir o nome de seu produto diversas vezes. O segredo será você trabalhar com a palavra-chave e suas variações, explorando as long tail, de forma natural e inteligente no texto.

Mais a frente, vamos falar da importância de trabalhar com imagens em sua descrição, e isso conta pontos também nesse aspecto. Afinal, dando nomes como “fogão-4-bocas-eletrico-marcaX.png” e criando um alt text (texto que será lido pelos mecanismos de busca), você terá recursos otimizados complementando o texto de sua descrição.

Na internet você encontra diversas plataformas e soluções para mensurar o nível de SEO no seu conteúdo, analisando as palavras chaves trabalhadas. Logo, isso vai lhe ajudar a ter um texto rico nesse aspecto.

Uma descrição boa, no ponto de vista do visitante

Para criar um texto satisfatório para seu cliente, ele precisa ser claro para a persona que você direciona seu produto. Ela precisa ler, com interesse, toda a sua descrição, e ser respondida nas seguintes dúvidas que ele carrega:

  • Para quem é o produto? Ele é para mim? É para alguém que quero presentear?
  • O que é este produto? Quais são suas dimensões e medidas? De qual material é feito? Para o que ele serve? O que ele faz?
  • Onde eu posso usá-lo? É melhor para minha casa? Para qual cômodo? Ou é melhor para meu serviço? Talvez na rua?
  • Quando devo utilizá-lo? Será que existe alguma recomendação quanto à tempo? Clima? Algum momento propício?
  • Como funciona este produto? Preciso de energia elétrica? Bateria? Preciso saber montar alguma coisa? 
  • Por que eu preciso deste produto? Quais benefícios ele vai trazer para minha vida?

Respondido tudo isso, pode ter certeza que será uma descrição boa e convincente para ele.

Utilização de elementos na descrição dos produtos, pela HUPI

Quais elementos devem ir em uma descrição exemplar

Para ter um conteúdo certeiro na descrição de seu produto, você pode explorar recursos textuais e visuais, afim de sempre atender as dúvidas do visitante e quebrar as objeções que possam existir entre ele e seu item.

Recursos de texto

Monte seu texto com frases curtas e parágrafos breves. Isso dinamiza a leitura e na primeira batida de olho do visitante ele se sentirá mais confortável em ler todo o conteúdo.

Explore as formatações, como uso de negrito e itálico, para dar mais impacto em alguns termos e quebrar a monotonia da leitura. 

Utilize também de tópicos (que podemos chamar de bullet points), para montar listas, principalmente nos dados técnicos, que são indispensáveis na descrição de seu produto.

A Açonox, cliente da Climba, utilizou os bullet point nas especificações técnicas, bem como imagens ilustrativas.

E claro, um dos elementos mais importantes e que está acima de tudo na página de seu produto: o título. Essa parte textual também é de suma importante, portanto, é preciso ser certeiro na hora de escrever o título. Não seja genérico demais, sequer específico em excesso. Responda o que é o produto, de qual marca, e uma característica apenas, como sua cor.

Lembre-se: elabore um texto envolvente, como se estivesse conversando com sua persona, incorporando o papel do seu melhor vendedor. Seja claro em cada palavra, utilize os melhores adjetivos e demonstre convicção de que seu produto tem o que seu cliente busca.

Utilizando imagens

“Uma imagem vale mais que mil palavras”.

Cabe discussões quanto a esta frase, talvez, mas podemos usar isso como uma verdade dentro da descrição de seu produto, afinal, podemos usar todos os adjetivos possíveis para descrever a beleza de um material, mas nada como provar para o cliente através de fotos.

Distribua elas em sua descrição, comprovando o que você está defendendo em seu texto. É o momento em que o vendedor pega o produto em mãos e mostra pro cliente, para que ele fique encantando com a verdade de cada atributo comentado.

Exemplo de uso de imagem, na descrição do produto na loja da Açonox

Aquele acabamento impecável? Está bem aqui. A beleza única deste material que falei? Você está vendo, é real. Isso tudo reforça seu argumento na descrição e aumenta as chances de converter a venda.

Quer ir além? Utilize vídeos

Alguns produtos precisam de uma demonstração extra. Mais do que palavras fortes e fotos de alta qualidade, você precisa de um vídeo bem bolado para demonstrar mais atributos de seu produto.

É como se o vendedor resolvesse pegar ele e usá-lo, então, capriche na ideia que será gravada e posta na sua descrição. E acredite, hoje em dia, até mesmo com um bom celular é possível produzir um vídeo que encaixe na página de seu produto.  

Demonstre situações reais de uso, para que o visitante veja exatamente as melhores recomendações e formas de utilizar o produto, além de ver na prática as qualidades que você atribuiu no texto.

Recurso de vídeo na descrição, utilizado por este cliente da Climba.

O ideal é ter um vídeo de curta duração, com 1 ou 2 minutos, no corpo da descrição. Já é o bastante para enriquecer seu conteúdo e ter mais pontos com sua persona.

Venda mais acertando no cadastro de seus produtos

Com bom uso de título, fotos do produto e uma descrição completa e bem estruturada, você vai notar um considerável aumento em suas métricas de conversão. Isso porque sua página de produto será um vendedor passivo, que recebe, atende e informa tudo que seu visitante precisa saber para ser convencido da compra.

Além disso, com a descrição completa, você vai notar que a quantidade de atendimentos tenderá a cair, mas por um bom motivo: são menos dúvidas que ficam na cabeça dos visitantes, pois já estão respondidas em sua loja virtual!

Logo, é mais tempo disponível para seus colaboradores dedicarem em outras tarefas, e mais dinheiro entrando em sue e-commerce com o aumento das vendas, tudo isso por conta da otimização da descrição de seus produtos.

Assista a webinar "Como vender mais   alterando cadastro de produtos"

Antes correr para sua loja virtual e começar as mudanças, confira o webinar totalmente gratuito da Climba sobre “como vender mais alterando cadastro de produtos“. Vamos aprofundar mais sobre esse tema, indo além de uma descrição completa. Serão analisados todos os outros recursos disponíveis na página de seus produtos, formas de otimizar o SEO de sua descrição e as estratégias fundamentais para criar um texto certeiro.

Depois desse conteúdo, as chances de você acertar em cada detalhe no seu e-commerce serão ainda maiores, e suas conversões só vão crescer! Clique, cadastre-se e aprenda!

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>